terça-feira, 26 de dezembro de 2017

GUIA RÁPIDO PARA O NOVO FÃ DE STAR WARS

DICAS DE QUAIS ORDENS ASSISTIR
 

Star Wars é uma saga espetacular, mas depois de tantos anos, desde que foi lançada, em 1977, as gerações mais novas estão meio "perdidas" sem saber direito qual a melhor ordem para assistir e aproveitar ao máximo essas maravilhas do cinema.

Resumo da ópera (Por que essa confusão toda de cronologia/ordem de lançamento):
 
Em 1977, o genial cineasta e escritor George Lucas sofreu para lançar seu próprio universo no estilo Flash Gordon no cinema.

Ele tinha um resumão com uma história de trilogias, mas ninguém iria financiar aquilo tudo, pois era uma saga que percorria gerações e planetas.
 



Lembrando que na época não havia os efeitos de computador para facilitar a criação de tantos cenários.

Então ele pegou a saga numa parte meio central que tinha tipo um início, um meio e um fim, que era a perseguição do maligno vilão Darth Vader, (um dos líderes de um império meio estilo nazistas espaciais) aos valorosos rebeldes que se recusavam a se submeter.

Então conhecemos a Princesa Leia que fugia com planos secretos para a destruição da maior arma do império, a Death Star, e vemos Luke Skywalker, um rapaz do interior que sonhava em lutar pela causa, ir em ajuda a princesa, cumprindo um papel heroico importantíssimo.

O filme emplacou. Ninguém tinha visto nada parecido: Aquelas batalhas, aqueles cenários, aquele clima de aventuras... virou febre mundial.




LEMBREM-SE: O PRIMEIRO FILME DA SAGA FOI STAR WARS (GUERRA NAS ESTRELAS) EM 1977.

ANOS DEPOIS POR CAUSA DO RESTO DA SAGA, ELE FOI RENOMEADO PARA EPISÓDIO 4, UMA NOVA ESPERANÇA.



Então George Lucas passou a ter crédito e conseguiu assim fazer um segundo e um terceiro filmes mostrando que a saga era bem maior que o primeiro, e vemos nossos heróis em muitas outras aventuras contra o império.

Passou-se mais de uma década, e Lucas vendo que já havia tecnologia digital potente, resolveu preparar outra trilogia mostrando o começo da saga. Então renomeou os três primeiros filmes como Ep.4, 5 e 6, e partiu para filmar os Ep.1, 2 e 3.

Assim, há quem prefira ver apenas os 4, 5 e 6, que são clássicos, ou pessoas (como eu) que curtem ver todos.

E ainda de várias maneiras:
1,2,3,4,5,6  (Ordem cronológica da saga)
4,5,6,1,2,3 (Ordem de lançamento da saga)
4,5,1,5,3,6 (Ordem especial onde não se revela um segredo central da saga no Ep
.5, para quem nunca viu nada e ficaria sabendo ao ver primeiro os Ep.1,2 e 3)

Depois disso, Lucas, já cansado e com uma certa idade, vendeu os direitos da saga para a poderosa Disney, que de pronto já engrenou numa nova trilogia continuando as aventuras de nossos heróis.
Então primeiro saiu o Ep.7.
 

Nesse meio tempo, tentando manter um Star Wars por ano, e como cada um leva cerca de 2 anos para ficar pronto, a Disney passou a intercalar histórias paralelas de modo a cumprir um filme por ano.
 

Por isso, antes do Ep.8, lançou Rogue One, que seria como que o Ep.4 e meio, já que mostra uma façanha importante ANTES do primeiro de todos (Ep.4) e genialmente termina praticamente emendando-se com o começo da saga.
 

Agora temos notícias de que vem aí outros filmes "soltos", chamados lá fora de "Spin-offs" com foco em outros personagens ou momentos da saga.

Parece que vem aí um filme só do Han Solo, um dos personagens mais queridos.
 


Muitos fãs pedem filmes e até trilogias desse e de outros personagens, como Obi-Wan, Bobba-Fett, etc...
Para mim, TODOS serão bem-vindos, pois adoro esse mundo criado pelo Lucas.

Pronto. Assim espero ter ajudado aos mais jovens (ou recém retornados ao planeta) a escolher uma ordem para assistir aos filmes.

Lembrando que ainda tem as séries animadas Clone Wars, The Clone Wars e Rebels, com vários episódios tão maravilhosos quanto os filmes.



Para adentrar logo nesse mundo, imagino dois caminhos:

*PARA QUEM TEM MUITA PRESSA:

 Ep.4,  Ep.5, Ep.6 (Conhecer pelo menos a clássica é o que há. Aí a pessoa pode decidir se gostou, se continua ou não)


*PARA QUEM TEM MAIS TEMPO SOBRANDO:
Rogue One, 4, 5, 1, 2, 3, 6, 7, 8 (Ordem completa dos filmes, onde não se revela um Segredo Central da Saga no Ep.5, para quem nunca viu nada e ficaria sabendo, estragando tudo, ao ver primeiro os Ep.1,2 e 3)


*ORDEM CRONOLÓGICA COMPLETA:
-
Ep.1
-
Ep.2
   Séries entre os Ep.2 e 3
-The Clone Wars (2008-2014)
-Clone Wars - Guerras Clônicas (2003-2005)
-
Ep.3
   Série 14 anos após Ep.3 e 5 anos antes do
Ep.4
-Rebels (2014-2017)
-Rogue One
-
Ep.4
-
Ep.5
-
Ep.6
-
Ep.7
-
Ep.8
-Ep,9...


*IDEAL: HIPER MARATONA - SE TEMPO NÃO FOR PROBLEMA (Incluindo as excelentes séries animadas)
-Rogue One
-
Ep.4
-
Ep.5
-
Ep.1
-
Ep.2
   Séries entre Ep.2 e 3
-The Clone Wars (2008-2014)
-Clone Wars - Guerras Clônicas 2003-2005
-
Ep.3
   Série 14 anos após Ep.3 e 5 anos antes do
Ep.4
-Rebels (2014-2017)
-
Ep.6
-
Ep.7
-
Ep.8
-Ep.9...




 

Falando em ordem cronológica, Clone Wars tem uma ordem correta para os puristas, que não é a mesma em que foi lançada:
s02 e16
s01 e16
Filme Clone Wars
s03 e01
s03 e03
s01 e01-15 (15 episódios)
s01 e17-21 (5 episódios)
s02 e01-03 (3 episódios)
s02 e17-19 (3 episódios)
s02 e04-14 (11 episódios)
s02 e20-22 (3 episódios)
s03 e05-07 (3 episódios)
s03 e02
s03 e04
s03 e08
s01 e22
s03 e09-11 (3 episódios)
s02 e15
s03 e12-22 (11 episódios)
s04 e01-22 (22 episódios)
s05 e02-13 (12 episódios)
s05 e01
s05 e14-20 (7 episódios)
s06 e01-13 (13 episódios)



Ainda não vi assim, tudo, tudo dessa maneira "Hiper maratona". Quase! Resumi pegando só os episódios que mais gosto das séries, pois é muita coisa e trabalhando não consegui. talvez quando aposentar...

 

ROGUE ONE - UMA HISTÓRIA STAR WARS

Sinopse:

Oprimidos pelo império galático, um heroico grupo se forma para entregar à resistência o ponto fraco de uma gigantesca estação espacial, possibilitando assim sua destruição.




Conhecemos assim, quem foi o lendário grupo de espiões e guerreiros que roubaram os planos da assombrosa Death Star, a "Estrela da Morte", que um dia Léia, Luke e Han Solo tiveram que enfrentar...

-x-

Filme excelente, que delineia perfeitamente todo um prólogo bastante coeso de como no primeiro Star Wars de 1977, os rebeldes conseguiram destruir "tão facilmente" o imenso terror tecnológico destrutivo chamado "Death Star", a "Yamato" do Império Galático.


Majestosamente, nasce no horizonte uma arma gigantesca, uma lua mortífera.

O roteiro foi escrito de tal forma, que conseguiu MELHORAR a saga de maneira inequívoca!
Algumas palavras que tínhamos ouvido no primeiro Star Wars se transformaram num episódio inteiro com uma trama que envolve espionagem e batalhas heroicas! Impagável!




Não vou mentir que simplesmente eu não fazia fé nesse spin-off. Quando ouvi que fariam uma história com o esquadrão Rogue, achei que seria apenas mediano... eu iria ver sem grandes expectativas. Mas como demorei a ir ao cinema, logo vi que pelo impacto na mídia e redes sociais, a coisa era bem diferente! Que bom que eu me enganei.




Mesmo com um início que eu não achei tão entusiasmante, quando o filme ia lá pela metade, eu mal podia acreditar que revivia todo o clima, todo o charme do clássico O Império Contra-Ataca mixado com O Retorno de Jedi.


Uma maravilha! O mesmo visual, o mesmo clima dos antigos Episódios 5 e 6

Aqueles combates... aquela adrenalina... aquele visual espacial delirante que tanto aprendi a amar nos velhos efeitos óticos dos anos 80... Simplesmente estava tudo ali... de volta... para nos arrebatar... Maravilhoso!

Nós, fãs antigos da saga ficamos encantados com alguns personagens que retornam, como por exemplo, o Almirante Tarkin, papel de Peter Cushing, recriado aqui em computação gráfica. É arrepiante ver o bom (e mau) velhinho tramando de novo das suas.




Rogue One pode ser considerado em toda a sua glória,  o "Episódio 3 e meio", já que finaliza imediatamente antes da abertura do Episódio 4.




É quase impossível terminar de assistir Rogue One e não querer emendar em "Uma Nova Esperança".






Nunca mais veremos Star Wars como antes...

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

STAR WARS - ULTRA-RESUMO



Trilogia 1

Episódio 1–A Ameaça Fantasma (1999)
  • O menino Anakin Skywalker, futuro Darth Vader é adotado pelos jedis Qui Gon Jin e Obi Wan Kenobi. Jedis seriam como samurais, guerreiros poderosos e honrados.
  • Grande questão diplomática do planeta Naboo contra a corrupta Federação, que planeja um ataque à família Real. A guerra será deflagrada.
  • Espetacular corrida de Pods (espécie de biga que voa), onde Anakin demonstra ser grande piloto e dotado de poderes da “força”.
  • Grande ataque de Droids da Federação ao planeta Naboo, com exércitos de milhares de soldados. Grande cinema épico!
  • Maneiríssima luta entre o “jedi do lado negro” (Sith) Darth Maul contra os “jedis da luzQui Gon Jin e Obi Wan Kenobi.
  • Batalha final rápida, mas de muita beleza visual, além de muita adrenalina, onde mais uma vez Anakin demonstra ser uma espécie de predestinado, destruindo quase que sozinho a estação espacial inimiga, matando líderes da federação e desabilitando o exército em terra.

Episódio 2–O Ataque Dos Clones (2002)
  • Anakin, crescido se reencontra com a ex-princesa Amidala e eles se apaixonam.
  • Muitas falcatruas do Senador Palpatine, (futuro imperador da galáxia) para tomar o poder no senado. Secretamente ele mantém uma identidade secreta: Darth Sidious.
  • Conjunção maligna de Palpatine com o tenebroso Conde Dooku e início de uma corrida armamentista como preparo do futuro império.
  • Espetacular luta e resgate numa arena no planeta Geonosis com monstros e dezenas de cavaleiros jedis, seguido de uma batalha aérea com zilhões de efeitos especiais nunca vistos, em mais uma cena de proporções épicas.
  • Luta de sabres-laser de perder o fôlego, com Anakin, Obi Wan e Yoda contra o nefasto Conde Dooku. Nessa luta Yoda mostra porque é o mais poderoso dos jedi.
  • Anakin casa-se com Amídala (futuros pais de Luke e Leia)

Episódio 3–A Vingança do Sith  (2005)
  • Anakim é seduzido pelo Dark Side (Lado Negro) e trai os cavaleiros jedi.
  • O manto negro de Darth Sidious cai, e revelando-se imperador, assume o controle da galáxia.
  • Enquanto Yoda luta com Palpatine, Anakin enfrenta Obi-Wan. Em meio a diversas batalhas, os Jedis são exterminados traiçoeiramente por tropas do exército, os Stormtroopers. Yoda foge e Anakin acaba com o corpo mutilado. Obi-Wan refugia-se também.
  • Nascem Luke e Leia, filhos de Anakin, e logo são separados e escondidos.
  • Darth Vader inicia sua ascenção e inicia-se a construção do Império Galático.


Trilogia 2

Episódio 4–Uma Nova Esperança (1977)
  • Luke Skywalker, filho crescido de Anakin, vive no tédio de uma fazenda num planeta desértico. Sonha com aventuras no espaço e quer ir lutar contra o império.
  • Enfim, conhece Obi Wan, e tem que Resgatar a Princesa Leia das mãos de Darth Vader (Anakin).
  • Recruta uma nave cargueiro e conhece ali Han Solo e Chewbacca, dois aventureiros que sempre sacaneiam o império. Inicia-se assim uma grande amizade galáctica.
  • Num pique até então inédito num filme, a equipe resgata a Princesa Leia, prepara uma armada espacial e empreende um ataque feroz à estação espacial gigante conhecida como Death Star (Estrela da Morte). A música maravilhosa realça o inesquecível combate final. Vader escapa e os rebeldes podem respirar (por enquanto)

Episódio 5–O Império Contra-Ataca (1981)
  • O império rearma um contra-ataque e enxota os rebeldes de sua base secreta, de onde fogem para não morrer.
  • Nossos heróis se separam e Luke vai em busca de seus instintos jedi, procurando o antigo mestre Yoda.
  • Darth Vader persegue o Capitão Solo numa eletrizante perseguição da frota imperial contra a nave Millenium Falcon (minha favorita até hoje)
  • A captura é para atrair Luke e levá-lo para o Dark Side (lado negro), para assim, pai e filho governarem juntos a galáxia.
  • Final inesquecível, mostrando Solo preso, e Luke arrasado por descobrir que seu pai é o vilão Vader.
  • Deixando tudo para o próximo episódio, o suspense é quase insuportável (Esperamos na época três anos o lançamento no cinema). Com certeza o melhor da série.

Episódio 6–O Retorno de Jedi (1984)
  • Luke vira jedi, finalmente. E Resgata Solo do mafioso monstro Jabba.
  • Uma nova Estrela da Morte é construída e os rebeldes precisam desativar seu campo de força para o ataque final, antes que se torne totalmente operacional.
  • O imperador pede a Vader para trazer Luke para a conversão ao Dark Side.
  • Final com overdose de ação, com cenas intercaladas em três frentes de batalha: A frota rebelde tentando furar as defesas da estrela da morte, Luke dentro da estação lutando com o sabre laser contra Darth Vader e o Imperador e na lua próxima o Cap.Solo e seu pelotão tenta sabotar o gerador do escudo de força em franco combate com soldados  imperiais. Overdose de efeitos de novo (na época sem computador!!!)
  • Por fim, Vader mata o imperador para proteger o filho, depois morre nos braços de Luke, e fora a frota rebelde destrói pela segunda vez uma Death Star.
  • Com o império derrotado, instaura-se a nova república e a paz na galáxia.

QUE A FORÇA ESTEJA COM VOCÊ

Obs:
  • Prestar atenção nas músicas compostas pelo grande maestro John Williams. Estão entre as mais belas da história do cinema.
  • Os cenários são impressionantes, nos remetendo a outros mundos de maneira convincente. O clima é de pura aventura tecno-mitológica.
  • Mais do que ficção científica é uma fantasia-mitológica-científica.
  • As duas trilogias nos evocam o velho oeste, os samurais, a era medieval, os heróis clássicos tipo Ulisses, Hércules, Rei Arthur, Ben-Hur, os cowboys pistoleiros, os gângsters, etc...
  • Além de incutir a idéia quase mística (benditos midichlorians) de existirem forças, sejam do bem ou do mal, em eterno digladiar.
  • Imagino daqui a 500 anos sendo assistido ainda, como representante da mitologia do século 20, afinal, dentro da capacidade humana, não se tem muito mais a fazer criativamente no quesito "aventura".

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

RESENHA: STAR WARS EP.7 - O Despertar da Força

Sinopse (Sem Spoilers)

Depois de desmoronado o maléfico Império Galático, nasce de suas cinzas um novo sistema opressor: A Primeira Ordem, que também não deixa nada a dever em termos de tirania e terror destrutivo.

Entre seus obscuros objetivos, seus líderes, obviamente apoiados pelo Dark Side, e liderado pelo vilão Kylo Ren, procuram a todo custo, não se sabe ainda para quê, obter a informação sobre a localização do mítico herói Jedi Luke Skywalker, que vive em retiro em lugar desconhecido.



Luke teria se isolado depois do fracasso de sua academia jedi em ensinar os caminhos da força a jovens aspirantes Jedis, quando que Ben Solo se deixa seduzir pelo lado sombrio.

De posse da informação, e em perigo de perdê-la para os agentes da Primeira Ordem, o grande piloto da Resistência, Poe Dameron entrega o valioso mapa a seu fiel robô BB-8, que logo parte com as instruções, de início, solitário.



Em sua missão, BB-8 é ajudado pela bela e audaciosa jovem Rey, que apresenta grande potencial Jedi.

Enquanto isso, FN-2187, um soldado que não suporta ver tantas atrocidades da Primeira Ordem, foge da guerra, levando junto o piloto Poe, que passa a chamá-lo humanamente de Finn, 


O sinistro e poderoso Kylo Ren dirige toda a sua atenção e fúria para que o robôzinho seja encontrado, passando, se possível, por cima de toda a Resistência e seus heróis, entre eles o lendário Han Solo, e a ex-princesa Leia, agora uma general em comando. 


Muitas batalhas em terra e ar aguardam o expectador, e grandes revelações e emoções se sobrepõe em meio à aventura.

-x-

Depois do criador George Lucas vender a franquia Star Wars para a mega empresa Disney, muitos não esperavam que a famosa saga pudesse voltar em grande estilo, sem ser infantil, mas voltou!


Uma nova geração de fãs se formará agora com esse episódio, pois mesmo sendo continuação de filmes anteriores, a história foi enxugada para que se pudesse partir da parte sete em diante.

Quem nunca assistiu às duas trilogias anteriores, ficarão curiosos a partir desse episódio, tão chamativo, tão divertido.


Os realizadores foram inteligentes em dosar elementos clássicos com os novos, na criação dessa continuação, mas observando de certa perspectiva, esse episódio sete não deixa de ser um tipo de remake do episódio quatro. Os contornos são os mesmos: Uma informação escondida num robô simpático é levada a heróis enquanto os vilões opressores de contornos nazistas usam de de todo tipo de recursos, até mesmo uma arma capaz de destruir planetas!


Os efeitos e soluções visuais para contar a história são de extremo bom gosto, e homenageia aquele universo maravilhoso imaginado por Ralph McQuarrie e Lucas.

Alguns famosos participaram do filme vestidos de Stormtroopers, como o atual 007 Danel Craig, Simmon Peg que faz o atual Scott de Star Trek, entre outros. Quem não ia querer?


Os fãs de combates espaciais vão quicar de emoção ao perceber que quem preparou esse episódio só pode ser um grande fã, como eu sou da magnífica Millenium Falcon, já que em muitas cenas ela é o centro das atenções. Linda, linda, linda...



O vilão Kylo Ren de início parece repetitivo, com aquela máscara e capa lembrando o clássico Darth Vader, mas a história mostra que é isso mesmo, já que ele é "da mesma religião", sendo um seguidor sith com pretensões tão malignas quanto as de Vader. Ele chega mesmo a ser visto conversando estranhamente com a máscara destruída do antigo mestre Sith. Normal é que esse cara não é!




Não temos nesse filme um imperador galáctico, mas em seu lugar, algo mais monstruoso ainda se delineia, na forma de um horrendo alien, aparentemente mergulhado no dark side, e com muita ânsia de dominação. É Snoak, mestre de Kylo Ren, e ele quer saber onde encontrar o desaparecido Luke... Assustador...


Dá para imaginar que se mantiverem a mão nos próximos dois episódios, em 2017 e 2019 teremos mais uma trilogia espacial completa, redondinha e espetacular, para aplacar nossos corações românticos, loucos por sagas cósmicas e batalhas entre o bem e o mal, lutas de sabres de luz e com muitas naves em combates.





A FORÇA DESPERTOU! E ELA ESTÁ CONOSCO!